<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8680301\x26blogName\x3dcuidado+de+si\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://curadise.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://curadise.blogspot.com/\x26vt\x3d6413740273964997763', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

[78] Ecco com'è che va il mondo!


Fernando Botero, La Cama


Era a puta mais gorda que alguma vez vira, a mulher mais gorda que alguma vez contemplara. Trazia um vestido de seda furta-cores, um colar de pérolas pequenas ao pescoço e um leque de avestruz. Tinhas mãos delicadas.
Um homem disse-lhe: «montanha nojenta de banhas». Ela riu-se, abanou a cabeça como a dizer que sim, ó meu Jesus, é claro que sim. Fazer amor contigo não deve ser cómodo, és gorda por três... mas não, dizem-me que tens um regaço maravilhoso, que és mais linda do que Marylin ou Evelyn, já não me lembro. Ela riu-se e abanou a cabeça, ciciou qualquer coisa, como que a dizer que sim.
Estais a ver como vai o mundo? Pois é assim que o mundo vai!
A minha alma não destila mel e doçuras, happyness and truth, necessidades naturais. Mas tenho uma filha que, nos intervalos, me acaricia os cabelos grisalhos. E os anos tornam-se doces ao seu toque, beija-me nas faces cruéis e entrança-me jogos pacientes de ramos com as suas pupilas de gata.
Terá sido em Abril ou em Maio? Por acaso encontrei-a. Ri-me, abanei a cabeça e ciciei qualquer coisa como que a dizer que sim.
Estais a ver como vai o mundo? Pois é assim que o mundo vai!

(Franco Battiato, L'imboscata, texto de Manlio Sgalambro, Ecco com'é che va il mondo, traduzido por Cura di Sé)
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

» Enviar um comentário


Site Meter Listed on Blogwise Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License.