<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8680301\x26blogName\x3dcuidado+de+si\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://curadise.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://curadise.blogspot.com/\x26vt\x3d6413740273964997763', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

[12] Possuir a beleza

Numa das leituras de verão, fui levado a questionar-me sobre a possibilidade de «possuir», no sentido de «levar comigo», a beleza dos lugares que visitei, das leituras que fiz, dos «objectos» artísticos que contemplei e, sobretudo, das pessoas que conheci. Inspirou-me John Ruskin (http://www.victorianweb.org/authors/ruskin/ruskinov.html) para quem só existe uma maneira de possuir efectivamente a beleza: ou seja, COMPRENDÊ-LA, tomando consciência em nós dos factores (psicológicos e visuais) que são responsáveis pelo sentimento que se lhe refere. Para tal, o meio mais eficaz de conseguirmos uma tal tomada de consciência é tentarmos descrever os lugares (objectos, pessoas, etc.) belos através da arte, da escrita ou do desenho, sem perdermos tempo a considerar se acaso teremos um mínimo de talento que justifique fazê-lo.
Umas férias assim, em busca da beleza, vale a pena passar. Mas não será, pelo contrário, o programa de toda uma vida, o de procurar compreender («ligar dentro» de nós), ler dentro (intus legere = buscar a inteligibilidade) de nós tudo o que experimentamos com os sentidos, conhecemos com a mente e o afecto, decidimos com a vontade e actuamos no concreto? Não será este o projecto que vale a pena viver: buscar a beleza! A beleza dos locais, das criações artísticas, e maxime, buscar a beleza das pessoas!
Haverá ainda espaço para a beleza? Haverá ainda tempo para a beleza? Será que ainda vamos a tempo de suplantar a fealdade com a beleza?
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »

8:21 da manhã

captions torsional rises tuesday pushed terminal marketed recipient ftuds mgregistrar kalb
semelokertes marchimundui    



» Enviar um comentário


Site Meter Listed on Blogwise Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons License.